25/01/2017

And in the end, we'll be together - Prefácio.

OLÁ!
Como prometido. Trago aqui a fanfic que vai ter muita treta, e já aviso, muitos ships que vocês não gostam, mas peço que se arrisquem nessa leitura, afinal, vocês podem começar a ver esses ships com outros olhos. Queria adicionar que: Eu, linda formosa, maravilhosa, fui pesquisar algo como "nome da menina que gosta do daichi em haikyuu" porque eu realmente tinha esquecido e nas pesquisas relacionadas apareceu em negrito e azul escuro, quase gritando "Koushi Sugawara". Eu sou retardada por rir disso? Maybe. Sobre a quantidade de capítulos, desculpe, eu não sei dizer, porque tem muito casal para resolver (não quis fazer bullying com nenhum e fui colocando todos que eu shipo) e o foco vai ser em DaiSuga e KageHina. Espero que gostem.


Prefácio - Sonhos e passos.
✴♛✴ Daichi ✴♛✴


Eu estava pendurado pelos pés numa árvore, rindo como se alguém me fizesse cócegas, algo relativamente normal para uma criança de sete anos. Sentia o meu cabelo ser balançado pela brisa, ouvia o farfalhar das folhas que tanto me acalmava. Me joguei no chão conseguindo, de alguma forma, não me machucar. Sentia o frio da grama sob o meu corpo, via a luz do sol que atravessava as folhas e iluminavam pequenos fragmentos do chão verde. Sentei-me e observei meus pais ao longe, no parque, eles estavam de mãos dadas, sorrindo um para o outro, e minha mãe explicara para mim que, quando você se sente bem com alguém, e quer ela por perto, isso significa que você ama essa pessoa, e eu tinha consciência de que meu pai e minha mãe se amavam muito.
Eu corria alegremente pelo parque naquele dia. Fazia tantos anos que meu pai e minha mãe tinham casado, mas os números não importavam, e sim o quanto eles se amavam, e aquilo era incontável. 
Decidimos ficar perto do lago para fazermos o piquenique, e eu fui correndo na frente, como sempre, muito energético. Saltei até perto do rio e fiquei olhando para dentro dele, encarando de volta o meu reflexo que mostrava um sorriso enorme. 
Então, a água refletiu mais do que apenas o meu rosto e o céu azul, limpo como nunca esteve. Um garoto estava do meu lado encarando a água como eu. 
Cabelos cinzas, talvez por causa do sol, um pouco branco, olhos castanhos claros, profundos como aquele lago. Ele não parecia ser mais velho que eu. 
Ousei olhar para seu rosto e notei os traços finos que deixavam ele fofo, sua pintinha do lado do olho direito. Se fosse para comparar ele com algo, não seria nada menos que um anjo.
Ele olhou para trás e então seus olhos focaram nos meus, me exibiu um sorriso de orelha à orelha e então foi embora, levando com ele, uma parte de mim. 

Acordei assustado, sem entender o que estava acontecendo.
Por quê, de novo, depois de oito anos, eu ainda me lembrava daquele rosto angelical e daquele sorriso contagiante?
Por que mesmo depois de oito anos eu vivia tentando lembrar o nome do dono do sorriso dirigido à mim naquele dia?

Me levantei da cama, fui até o banheiro e encarei o meu reflexo. Uma cara de sono e uma expressão de que preferia continuar dormindo.
Eu estava nas férias de verão, então não fazia diferença eu acordar cedo ou tarde. Mas meu corpo me condenava com uma rotina rígida por causa dos treinos de vôlei.
Lavei meu rosto e então fui me trocar, colocar uma roupa para treinar com mais dois amigos que eram tão fissurados em vôlei quanto eu. Peguei uma camiseta branca e vesti uma calça preta, já que ainda era cedo, e só depois de meio dia que o dia começaria a esquentar de verdade. Não faria diferença eu estar com calça ou short logo pela manhã.
Tomei um café da manhã rápido, fui em passos largos para a quadra onde tinha combinado de estar fazia cinco minutos.

- Dormiu mal, Daichi? - Caçoou o moreno mais alto.
- Deixa eu adivinhar, ficou assistindo pornô até tarde da noite ontem. Acertei? - O garoto com cabelos cinzas e muitas mechas brancas que tanto desafiava a gravidade perguntou.
- Bom dia Tetsu e Kou. - Eu disse. Eles apenas sorriram, Bokuto mais do que Kuroo, como de costume.

✯♕✯ Tobio ✯♕✯

Eu queria matar Hiromi, torturá-la de todos os métodos possíveis.
O cansaço estava me vencendo, mas isso não me fazia surdo. Minha prima lia animadamente estórias para uma garotinha que morava nos arredores. Ela era a caçula da família, e Hiromi se dava muito bem com ela, e então, já que sua mãe estava em estágio terminal de um câncer e tinha que ficar o tempo todo no hospital, ela teve que morar conosco, e minha mãe achou muito gentil da parte dela cuidar da menininha que parecia sozinha.
O nome dela era Natsu e era um amor de pessoa, mas seria ainda mais se não falasse um monte e risse a cada piada boba de Hiromi. Elas tinham acordado cedo e Natsu fez um pedido para minha prima: Que lesse uma estória como seu irmão sempre fazia.
Fazia talvez, umas duas horas que elas estavam sentadas lendo aquelas estórias que eu nunca tinha ouvido na minha vida.

- Kageyama! - Hiromi gritou para mim. Caminhei até o quarto dela e as duas gritaram simultaneamente e cobriram os olhos. Hiromi riu quando percebeu o que fez. - Por que está só de cueca andando pela casa?
- Já que não tem ninguém capacitado para treinar comigo, eu vou dar uma passada no clube e nadar. - Respondi naturalmente.
- Piscina?! - Natsu perguntou com os olhos brilhando. Não consegui evitar sorrir para ela.
- Querem ir? - Perguntei, embora não quisesse que Hiromi fosse.
- Temos que falar com o irmão dela primeiro. - Minha prima disse, num tom mais sério. - Eu vou trocar de roupa, cuida dela Tobio? - Indagou e eu assenti.
- Tobio-ojii-san! - Ela gritou, vindo até mim.
- Ojii-san? - Perguntei, enquanto ela saía correndo, rindo. - Vou te mostrar o ojii-san.

✯♕✯

- Natsu, sua casa é um pouco longe não é? - Eu perguntei, enquanto ela estava nos meus ombros. Seus pés eram muito pequenos comparados às minhas mãos, mas isso não deixava mais difícil de segurar ela.
- É um pouco. - Respondeu ela.
- Mas normal. - Falei.
- Natsu, já contou para o Tobio como o seu irmão é parecido com você? - Hiromi indagou.

Estávamos indo para a casa de Natsu conseguir a autorização de seu irmão para que ela fosse para o clube conosco. Eu coloquei uma regata, uma calça cinza solta e um tênis muito fácil de tirar. Hiromi estava com um vestido por cima do maiô e levava na bolsa três toalhas, e roupas íntimas para mim e para ela.

- Todo mundo fala que eu sou parecida com o nii-chan, mas ele que é parecido comigo. - Eu não precisava olhar para ela para saber que estava fazendo um biquinho. - Tobio-ojii-san, quando chegarmos na minha casa, você vai ver.
- Está acostumado a ser chamado de velho, Tobio? - Hiromi perguntou, me provocando.
- Idiota. - Respondi. - Ah, notei hoje que você me chamou de Kageyama, por quê?
- Sei lá, nosso sobrenome é bonito. Gosto de lembrar disso. - Respondeu ela, dando de ombros.
- Kageyama Tobio. Kageyama Hiromi. - Natsu falou.

Depois de mais alguns minutos andando, chegamos à residência que Natsu morava.

- Mamãe! Nii-chan! Tadaima. - Ela gritou, enquanto ainda estava nos meus ombros.
- Oh! - Uma mulher de cabelos escuros nos viu e sorriu. Os olhos dela eram iguais aos de Natsu.
- Mamãe, esses são a Hiromi-nee-san e o Tobio-jii-san. - Natsu apresentou e Hiromi tentou inutilmente segurar o riso.
- Desculpe a intromissão. - Eu disse e tirei meus sapatos.
- Entrem por favor. - Ela pediu.

Conversamos um pouco e ela se apresentou como Nanami, embora eu fosse continuar chamando-a de Hinata-san. Ela era muito educada e a todo momento estava sorrindo. Era claro como ela gostava de brincar com sua filha, sem a mimar.

- SHOUYOU! - Ela gritou na porta da cozinha. - LARGUE ESSE CELULAR E VENHA CUMPRIMENTAR AS VISITAS!

Esse detalhe talvez não mudasse em mãe alguma, Todas geralmente tinham os filhos enfiados no quarto fazendo algo. Eu estava nessa lista tanto quanto Hiromi.

- Parece que nunca viu a luz do sol e só fica enfiado naquele quarto. - Ela reclamou. - Desculpe por isso, mas meu filho está sempre no quarto. Saudades de quando ele fazia vôlei.
- Vôlei? - Perguntei um pouco exaltado.
- Lá vamos nós. - Hiromi disse e Natsu riu.
- Desculpe! - Alguém disse entrando na cozinha. - Eu sou Hinata Shouyou, um prazer conhecer vocês.

Cabelos num tom peculiar, os olhos castanhos iguais aos de sua irmã. Cabelo um pouco espetado e incrivelmente ruivo. Baixinho, mas ainda sim fofo.

- Shouyou! - A mãe disse batendo na mão dele.
- Mãe! Eu estava combinando com o Kenma como iríamos treinar semana que vem. - Ele reclamou.
- Soube que você joga vôlei. - Comecei. - Em que posição?
- Por que quer saber? - Ele disse, num tom desafiador.
- Curiosidade, afinal, eu sou levantador.

✯♕✯

As horas passaram rápido na piscina, logo, estávamos voltando para casa. Inicialmente eu não tinha gostado do irmão de Natsu mas, pouco a pouco, eu comecei a gostar da companhia dele. E aparentemente eu não tinha sido o único já que ele me convidou para treinar e eu aceitei.
Aos poucos eu estava caindo nos encantos dele. A cada passo, mais eu caía.

Explicando meus planos.

OLÁ!

Bom dia gente, literalmente, pra quem dorme ao meio dia, acordar as quatro da tarde é bom dia. 
Hoje meu post vai ser levemente diferente (falando sobre muitos ships, tendo muitas imagens, falando sobre K.S. e a comic misteriosa que eu trarei em breve), mas isso não significa que ele será menor que os outros. 

Primeiro: Eu tenho algumas manias, isso inclui: Não escrever capítulos curtos de fanfic, gosto de escrever muito, então isso resulta em capítulos mais longos. E para a ansiedade de todo mundo, eu não vou postar Killing tão cedo hoje para postar o prólogo da fanfic de Haikyuu. 
Outra das minhas manias é responder quase todos os comentários, se eu ainda não respondi o seu é porque eu não achei uma resposta boa ou porque simplesmente não deu tempo. 

Segundo: Eu realmente tenho mania de parar de traduzir/ler/conversar para ir ler/conversar/traduzir, é tipo um ciclo vicioso, mas no fim, eu sempre acabo terminando o que eu comecei. 

Terceira: Eu tenho uma péssima mania de fazer comentários muito grandes, então eu me sinto um pouco limitada no blog porque os comentários tem um limite de 4026 letras, então por isso vocês não vêem muitos meus comentários nos outros posts, porque eu tenho vontade de fazer AQUELE COMENTÁRIO DO TAMANHO DE UMA TEORIA DE UM MESTRE QUE ESTÁ TERMINANDO O DOUTORADO e eu simplesmente não posso. 

Vamos falar um pouquinho sobre a minha lógica fujoshi E O SHIP QUE VOCÊS DIZEM QUE NÃO TEM SENTINDO E EU SHIPO MUITO. 
(Desculpa Rina, mas eu não consigo shipar tsukkiyama)

Vamos falar primeiramente sobre meu ponto de vista entre o relacionamento de Kei e Tadashi:
Imagem fofa pra agradar vocês.
O que eu sinceramente acho é que: Sim, eles são amigos desde criança e coisa e tal, e sim, o Tadashi sempre se mostrou exaltado e... - procurando palavra adequada - sempre respeitou (?) demais o Kei. 
Mas ai que está o x da questão. Tadashi sempre viu o Kei como um ser superior (??) e admirou ele e muito, é como a relação da senhora secretária e a Erina (Shokugeki no Souma e eu shipo o Kisumi com o Souma, sim, Kisumi, porque ele é igual ao Kisumi do Free). Kei agora vê o Tadashi como um amigo que está AO LADO dele, e não seguindo ele à uma distância. 

Só te pergunto: Que bunda?
Esse é o MEU ponto de vista sobre eles, sempre amigos, e acho que o Tsukki começou a ver o Tadashi como um irmão depois da bronca que ele levou na segunda temporada. 

Agora.
Vamos.
Falar.
Do.
Ship.
Odiado.

KUROOTSUKKI.

Nem imagem eu vou por só pra não forçar a barra. 
Bem, sobre o MEU ponto de vista, Tsukki geralmente é calminho, ele gosta de irritar o Hinata, mas no fundo a gente sabe que ele admira o Hinata em questão de todo o esforço que ele tem e nunca desistir - e por causa disso saiu ship TsukixHina -, mas bom, ele nunca se estressa de verdade, fica tipo, irritadinho por 2,43 segundos, mas nunca fica fora do sério, MAS TEM UM SER QUE CONSEGUE TIRAR ELE DO SÉRIO. 
O dono do apelido Megane-chan, inclusive foi adotado por mais pessoas, o Imã de capitães que faz parte da Karasuno, atraiu os capitães da: Nekoma e Fukurodani. E sim, a gente não pode negar que mesmo com todo aquele jeito metido, Kuroo não deixou de ajudar e irritar o Tsukki - ainda acredito na minha teoria que Kuroo tá confuso entre o Tsukki e o Kenma.
Kuroo só tem interesse em três pessoas da Karasuno: Daichi - porque ele é o capitão do time, então não fiquem viajando shipando eles -, Hinata - porque ele atraí tanta atenção quanto o Asahi, talvez mais - e Tsukki - porque ele é uma vara de cutucar estrela.

Ah, sei lá, tirem ai suas conclusões, não tô obrigando ninguém a shipar nada. 
E um dia eu faço um post só sobre Haikyuu, okay?

VAMOS FALAR DE KILLING STALKING.

Eu estou AMANDO a reação de vocês com K.S. (isso me lembra uma fanfic original minha que o user dele é Kai_KShima) e a maioria está tipo assim:
"Eu odeio violência, eu nem sei como tô gostando disso"
"Achei ofensivo, posta mais".



Killing Stalking é uma daquelas comics que me encanta, porque eu gosto coisas com um contraste diferente, e é bem isso que KS tem. Eu consigo contar nos dedos quantas comics tinham tema violência que mostrava de fato o terror psicológico que uma vitima passa.

Afinal, todos esquecemos disso.

A estória se passa com foco principalmente em cima do Bum, mas todos amam e odeiam o Sangwoo. Bum se cortava porque se sentia solitário - ele explica isso logo, logo na comic - e por causa disso ele tinha depressão e se automutilava. Ele se apaixonou por Sangwoo e deixou-se levar por essa paixão.
Mas ai chegamos ao ponto que ninguém entende e a maioria erra: Sangwoo não é um psicopata. Não, eu estou afirmando isso porque eu sei identificar um psicopata e Sang não é um.
Explicando: Sangwoo tem tendências homicídas, não gosta muito de socializar e não distingue o que é certo e errado. Matar para ele é como tomar água para nós. Sangwoo é um sociopata.


Também vi bastante comentários sobre como estava ficando violento o enredo.
Gente, eu vou falar de novo, o pior não é o terror físico que Sangwoo causa em Bum, e sim o psicológico.
Todos esquecem que Bum foi vítima das loucuras do Sang, Ele, já tendo mente fraca, piorou. Se tornou silencioso, e todo o momento que Sangwoo não estava por perto, ele, inconscientemente, queria que ele estivesse ali para pará-lo.



O que me encantou em Killing foi justamente isso, o ponto diferencial dele: Como ele trata o terror psicológico de forma real.

Tá, certo. Chega de Killing se não eu vou dar spoiler.

Só queria mostrar que o mozão é um dlça.

Vocês a cada capítulo de KS.

 
Tradução:

Bebê: *murmurando*

Bum: OH ELE VAI DIZER AS PRIMEIRAS PALAVRAS DELE. SANGWOO VENHA RÁPIDO.

Bebê: D-d-d

Bum: Papai? Você está tentando dizer papai?

Bebê: V-v-você atravessou a porra da linha? 

Sangwoo: *Limpando uma lágrima solitária* Esse é definitivamente meu filho.


Vocês vão entender. 


Para terminar esse post gigante. Vamos falar sobre a comic misteriosa que eu trarei em breve.
Primeiro: Ela é um pouco parecida com 19 Days em relação da contagem de capítulos.
Segundo: Ela não é colorida como vocês estão tão acostumadas, mas isso faz você prestar ainda mais atenção na estória, não no desenho, por isso eu gostei tanto dela.
Terceiro: Ela tem um ponto diferencial muito diferente e não vou traduzir nomes e coisas assim. Se o nome é em árabe, vai continuar em árabe.

Eu não posso falar muito se não é bem capaz de alguém ter lido sobre ela ou ter lido ela e falar aqui não seria uma boa ideia porque estragaria a surpresa.


Fechando esse post com um desenho da minha desenhista (Ally, também conhecida como Kkumri) favorita com um dos melhores ships. Reigisa.

Tenham um bom dia, e preparem o coração para as tretas de KageHina e amizade de Daichi com Kuroo e Bokuto.

Até mais tarde meus pequenos..

KAWAISA AMATTE NANIKA GA HYAKUBAI

Minha ultima indicação tinha o link para o site do Addictivepleasure, algumas pessoas comentaram que não conseguiram acessar.  
Para ter acesso aos capítulos é necessário fazer o cadastro e depois o login, é bem rápido e fácil. Nesse site também precisa fazer o login (Yaoi 150%)
 
Esse mangá é dividido em três histórias, particularmente gostei mais da terceira, pois achei bem diferente das que já li. É sobre um garoto que é filho de um travesti, dono de um bar e um funcionário que também é travesti se declara para ele, é bem interessante o desenrolar da história, não quero falar mais para não perder a graça. Gostei bastante do traço desse mangaka.



Nome:KAWAISA AMATTE NANIKA GA HYAKUBAI
Gênero: Comédia, drama, vida escolar, slice of life, yaoi.
Mangaka: Enzou
Volumes: 1

Scanlator: Yaoi 150%
Sinopse:
1-3) Você é desesperadamente bonito
Mikuni Renji sempre foi sério em todas as suas relações amorosas. Mas teve a má sorte de só encontrar pessoas que só o usaram para satisfação sexual. Ichinomiya Shinobu, o príncipe sádico gerente de uma floricultura que era seu fornecedor da empresa, se apaixonou pela cara chorosa de Mikuni, será que dessa vez ele encontrará um relacionamento completo?

4) Goleiro inútil
Um estudante simpático da escola secundária se apaixona por seu colega recluso.

5-6) Desculpe, mas eu te amo
O filho de uma "Mama" percebe seu amor por seu colega de trabalho, que também acontece de ser um travesti como seu pai.


Tay-chan Recomenda...

Olá!


Eu estou feliz como vocês deram respostas sobre as primeiras recomendações. 
A Rina-sama é bem radical sobre os ships dela, queria ser assim, mas infelizmente, eu sou o completo contrário disso, porque sinceramente, eu shipo tudo. Se eu acho que um casal poderia dar certo, eu shipo, e se um deles dá certo com outro, eu também shipo (um belo exemplo(um exemplo a qual vai me levar ao ódio de muitas) é SouHaru e RinHaru). Um dia eu faço como a Rina-sama, dizendo quais eu shipo e quais não. Mas eu sou daquelas né: SE É BOM EU TÔ LENDO/VENDO.

Aqui vai mais recomendações seguindo mais ao gosto de vocês, isso tira principalmente: PerNico e KurooTsukki. 

Essa fanfic é uma das quais eu acompanho religiosamente.
KilluGon é um shipp que está tatuado na minha alma - afinal, procurei por HxH porque achei o Killua lindo e por fim me apaixonei por cada personagem que apareceu - e essa fanfic está perto do coração que a maioria das pessoas acham que eu não tenho. 
É uma fanfic fofa cheia de shounen-ai, como a maioria das fanfics de mesma autoria. 
Uma ótima aposta para quem gosta de romance lento e que tem um desenvolvimento perceptível.


HAB é outra fanfic que tem mais de um capítulo. Tem vampiros - não é tipo Blood Bank, mas é legal em igual - e sim, tem muito envolvimento sentimental entre eles, e muitas coisas que podemos supor e acertar ou errar. 
Recomendo muito.

Dos ships mais queridos dos mais queridos, KagaKuro. 
Se vocês estão se perguntando, sim, eu shipo, mas sinceramente... Deixe quieto.
Essa fanfic tem um tom que diferencia ela muito das outras, coisas acontecem de maneira rápida sem ser aceleradas, e mostra como o Kagami pode ser amorzinho sem aquele jeito meio atrapalhado e acelerado dele e como ele quer estar com o Kuroko na situação que a fanfic se desenvolve. 
Apenas leiam.

Esse oneshot quente, Hange é a culpada de tudo, então é uma ótima aposta para quem gosta de Lemon e ErenRi (prefiro RiEren). 
É algo diferente das outras, embora tenha um nome bem normal (inclusive tem outra fanfic que vou falar nessa mesma postagem com esse nome), é algo que todos deveriam ler.

Essa fanfic é outra que eu gosto que é muito drama - não no sentido daquele drama chato, e sim daquele que te faz chorar. 
Além de mostrar um lado que ninguém acha que o Rivalle tem, ele mostra como seria a reação dele se o Eren - seu amado - morresse, o que era realmente acontecer no enredo original de SnK. 
Tem dois capítulos tristes, mas sem deixar de ser envolventes. 



NaruSasu é um ship que bate forte dentro do meu kokoro, sendo na minha sincera opinião, um casal flex. 
Nessa estória que é contada em 10 capítulos, retrata um mundo muito mais sombrio e realista sobre uma parte do mundo meio desconhecida. Mas é uma fanfic com final feliz, embora inicialmente não pareça. 


RiEren basiquinho com um Lemon mais versátil, e um título comum. 
Não tem muito o que dizer além de que eu gosto muito dela e já perdi as contas de quantas vezes eu li e o resto é spoiler =p

O SHIP MAIS SHIP DE VOCÊS - não digo o mesmo por mim TSUKKIYAMA!
É triste, mas Tsukki é mostrado como ele realmente deve ser visto pelo Tadashi, como um herói. Ele tem um toque de realidade com um misto de fantasia. 
Leiam, eu li e adorei. 

Vamos fechar esse post com AsaNoya que é Reigisa de Haikyuu né gente?

Beijos.
Tchau meus pequenos.